Informativos e Dicas

Como construir pequenas barragens de terra.

Como construir pequenas barragens de terra.

Uma barragem de terra é uma estrutura construída em sentido geralmente transversal ao fluxo de um curso d’água, de tal forma que permita a formação de um reservatório artificial. Este reservatório terá a finalidade de acumular água ou elevar o nível do curso d’água. Pode ser chamado de açude, quando nele forem depositadas apenas as águas das chuvas (águas pluviais) ou podem ser chamados de represas, quando seus reservatórios possuírem regime normal de abastecimento por meio de córregos, riachos ou rios. A construção de uma barragem de terra poderá ser feita visando atender a diversas situações: permitir o abastecimento uniforme de água para comunidades; armazenar água para ser utilizada em irrigações; elevar o nível de um curso de água para possibilitar o abastecimento, por gravidade, a sistemas de irrigação, pisciculturas, criatórios de animais (bovinos, equídeos, aves) etc; e possibilitar a instalação de rodas d’água, associadas a bombas de pistão, para realizar bombeamento de água, possibilitando a criação de peixes em tanques-rede; entre outras. Apesar de ser bastante fácil construir uma barragem de terra, para que ela seja feita com segurança e seja eficiente, torna-se necessário entender os elementos que a constituem; saber avaliar se um determinado local é adequado para construir uma barragem; e dominar as técnicas construtivas. Portanto, antes de decidir pela construção é preciso fazer uma avaliação do tipo do solo existente no local. Esta avaliação, em geral, indicará quatro situações diferentes, possíveis de ocorrerem, ou seja:

1 - Solos com muitos afloramentos de rochas: estes solos não são recomendados para a construção de barragens de terra. Em locais com estas características, deve-se optar pela construção de outros tipos de barragens, como as de alvenaria, por exemplo; 

2 - Solos firmes e profundos, com características argilosas: esta é a condição ideal para a construção de barragens de terra, pois sendo os solos secos, firmes e profundos, a barragem poderá ser assentada diretamente sobre o solo;

3 - Solos arenosos: caso o solo no local seja arenoso, ou argiloso superficialmente mas com grandes camadas de areia à pouca profundidade, a construção da barragem apoiada diretamente sobre o terreno não é recomendada. Neste caso, as possibilidades de ocorrer altas taxas de infiltração de água, abaixo do maciço de terra são grandes, o que poderá comprometer a eficiência da estrutura; e 

4 - Solos úmidos ou parcialmente alagados (brejos): se o solo é úmido, caracterizando os brejos, é porque existem muitas “micronascentes” ou nascentes difusas no local. Neste caso, também não é recomendável construir a barragem de terra apoiada sobre o solo, pois a presença de nascentes embaixo do aterro poderá se tornar um grande problema futuro, causando, inclusive, desmoronamentos na barragem. 

Na prática, uma barragem de terra deverá ser construída obedecendo-se os seguintes critérios:

1. Período ideal de construção de uma barragem de terra - o período ideal para construir uma barragem de terra é no início do período seco do ano, pois quando o período das chuvas chegar, a barragem já deverá estar bem consolidada. No período seco, também, o solo utilizado na construção do maciço estará mais úmido, o que permite obter uma melhor compactação do mesmo. 


2. Limpeza do Local - o processo de construção da barragem deverá ser iniciado, com a limpeza do local, incluindo a parte onde a água ficará represada. Essa limpeza garantirá melhores condições de assentamento do maciço, o que resultará em maior estabilidade da barragem. 

3. Marcação da largura da crista - essa marcação é feita cravando-se estacas no solo. Para fazer o alinhamento das estacas, será necessário a participação de dois colaboradores; sendo que um colaborador terá a função de fincar as estacas no solo, seguindo as orientações do outro (observador), que deverá ficar posicionado em uma das cabeceiras do curso d’água onde a barragem será construída.

4. Abertura da vala para a construção do núcleo impermeável - a vala para a construção do núcleo impermeável deverá ser feita utilizando-se uma retroescavadora. 

5. Construção do núcleo impermeável - a construção do núcleo impermeável é feita despejando-se a terra em uma das cabeceiras e, com um trator equipado com lâmina na frente (pás carregadoras ou tratores de esteiras), essa terra vai sendo empurrada para dentro da vala. A vala deverá ser totalmente preenchida com terra e devidamente compactada. 

6. Marcação da largura da base da barragem - essa marcação deverá ser feita medindo-se a projeção horizontal de cada talude a partir da marcação que foi feita anteriormente para crista. 

7. Iniciando a construção do maciço de terra da barragem - essa etapa deverá ser feita, respeitando-se as marcações feitas anteriormente. Em caso de barragem com menores dimensões, a compactação poderá ser feita manualmente com soquetes, ou manobrando caminhões várias vezes em um mesmo local. 

8. Construção do desarenador - a construção do desarenador deverá ser feita no início da elevação da barragem. Depois de definir a melhor posição para construí-lo, deve-se marcar o local onde será feita a vala, que poderá ser aberta manualmente ou com uma retroescavadora, desde que sua profundidade seja o suficiente para permitir a instalação da tubulação. 

9. Inclinações dos taludes - essa conferência será feita utilizando-se um nível de pedreiro e triângulos de madeira.

10. Nivelamento da crista da barragem - quando a barragem atingir altura total desejada, deve-se fazer o nivelamento da sua crista. Isto será feito de forma que, ao longo do comprimento, a crista da barragem fique nivelada e, ao longo da largura, isto é, no sentido transversal, fique ligeiramente mais alta que a montante.

Salienta-se que quando o terreno onde a barragem será construída for firme, profundo e mais argiloso, o processo inicial de construção será bem mais simples, não havendo a necessidade de se construir um núcleo impermeável. Portanto, bastará fazer a limpeza do local, retirar todo o mato, fazer a marcação da base da barragem e, em seguida, realizar uma aração profunda. Feito isso, pode-se iniciar a construção do aterro, distribuindo-se camadas de terra e fazendo-se a devida compactação das mesmas.

'

 

Por Silvana Teixeira

Informativos e Dicas

Cotação Online
Nenhum item encontrado...